“Cartas de amor LGBT” escola faz crianças de 6 anos escreverem

Instituição de ensino britânica recebeu prêmios por seu trabalho pró-LGBT. Uma escola de ensino fundamental britânica está no cento de um debate sobre sexualidade infantil após ter pedido que crianças do primeiro ano – na faixa etária dos seis anos escreverem cartas de amor se inserindo em um conto de fadas LGBT.

Uma reportagem da rede BBC mostrou as práticas de “diversidade” da Escola Primária Bewsey Lodge, onde a professora Sarah Hopson pediu que seus alunos se colocassem no papel do príncipe Henry e escrevam uma carta pedindo a Thomas que se case com Henry.

“Esta escola ensina as crianças sobre os relacionamentos LGBT desde cedo”, disse a reportagem. “Uma turma de crianças com 6 anos de idade já está aprendendo sobre o casamento gay […] todas as idades participam de aulas com temas LGBT”, explica a BBC.

A professora justifica que as crianças “vão sair para esse mundo e encontrar essa diversidade em torno deles, e eles vão encontrar isso em tenra idade também.” Disse ainda que “quanto mais eles aceitarem isso nessa idade, você não vai ter problemas mais adiante, porque as crianças aceitarão agora essa diversidade ao seu redor”, insiste.

A política da Bewsey Lodge é conhecida. Há anos adotou uniformes “neutros”, que podem ser usados tanto por meninos quanto meninas. Seu site oficial declara que “qualquer forma de homofobia, transfobia e bifobia é inaceitável”, e aplica um código de conduta que declara “respeito” pela “identidade de gênero”, “casamento” ou “orientação sexual” de todos.

A escola desenvolveu o programa “Educação Pessoal, Social e de Saúde” que em julho lhe rendeu um prêmio por seu trabalho pró-LGBT.

Por Jarbas Aragão

Com informações de Christian Headlines

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *