O cristão pode fazer aposta em jogo de azar?

megasena

Por jogos de azar compreendemos aqui a compra de bilhetes de loteria, bilhetes instantâneos, eletrônicos, ou em máquinas, jogos de cartas, dados ou dominós por dinheiro, jogos de cassino, apostas em eventos esportivos como “jogo do bicho”, corridas de cavalos ou outros animais, e muitas outras atividades. Arriscar seu dinheiro ou valores com a esperança de ganhar mais do que está arriscando também é jogo de azar. A Bíblia não menciona a participação em jogos de azar diretamente, mas alguns princípios bíblicos são perfeitamente aplicáveis a essa atividade:

  1. A soberania de Deus sobre a vida (Mateus 10:29-30). Participar em jogos de azar é tentar a sorte para conseguir benefícios, ao invés de confiar na provisão de Deus. É insulto a Deus.
  2. O trabalho deve ser a fonte de sustento do cristão (Efésios 4:28). O cristão deve trabalhar para que também tenha o que repartir com quem estiver em necessidade. Participar em jogos de azar é uma atitude de querer algo sem pagar nada, ou muito pouco.
  3. Ninguém pode servir a Deus e ao dinheiro (Mateus 6:24–25). Participar em jogos de azar promove o materialismo, ganância e o egoísmo.
  4. Não cobiçar o que pertence ao próximo (Êxodo 20:17). Os jogos de azar caracterizam essa cobiça.
  5. Uma das bases da ética cristã é o trabalho, tanto para a obra de Deus como para o sustento próprio do crente (Colossenses 3:23–24 e 2 Tessalonicenses 3:7,10). Essa ética compreende o hábito de trabalho disciplinado, prudência e economia nas despesas, apego à rotina, e um relacionamento claro entre esforço e recompensa.. Quem participa de jogos de azar vai romper essa ética.
  6. O crente deve ter cuidado dos seus e principalmente dos da sua família. Se não o fizer, ele terá negado a sua fé e é pior do que o infiel (1 Timóteo 5:8). O jogo destrói famílias, sendo a maior causa da sua negligência pelos pais. O dinheiro gasto em jogos de azar frequentemente não é capital de risco, mas é receita que deveria ser gasta nas necessidades da família. Os pais devem prover para o sustento dos filhos (2 Coríntios 12:14) e comer o pão do seu trabalho (2 Tessalonicenses 3:12).
  7. A liberdade do cristão não deve ser de alguma maneira escândalo para os fracos (1 Coríntios 8:9). Embora um cristão se sinta seguro de si próprio, a sua participação em jogos de azar pode estimular outro, mais fraco, a fazer o mesmo e eventualmente arruinar a sua vida.

Concluindo, o cristão deve abster-se de toda a aparência do mal (1 Tessalonicenses 5:22). Participar em jogos de azar leva muitos ao vício do jogo, de consequências catastróficas para o viciado e a sua família pois, como o álcool e as drogas, conduz à violência familiar, maltrato das crianças, falência financeira, divórcio, suicídio. Assim, o cristão deve se distanciar dos jogos de azar para não ser a causa de levar outros por esse caminho com o seu exemplo, mesmo que ele próprio se sinta seguro.

  1. David Jones

Acréscimo meu: Em Deuteronômio 18:14 “Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o SENHOR teu Deus não permitiu tal coisa.” o jogo é um prognostico.  Mas o ponto principal para mim, está em Gêneses 3:19 que diz: “No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.”

Veja outro artigo em 

http://robertodedeus.com/portal/?p=1109

You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe o seu comentário, ele será bem-vindo

Powered by WordPress | Designed by: Premium WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Bromoney and Wordpress Themes