Os 10 inimigos de quem deseja ter uma vida correta com Deus

os-dez-inimigos

Nos meus quase 20 anos de conversão percebi que não faltam inimigos para nos atrapalhar a andar corretamente nos caminhos de Deus. Alguns, olhando para os inimigos, fazem como Saul e o exército de Israel, que tremiam perante o gigante Golias, sendo insultados e menosprezados por ele. Esse não é o melhor caminho para lidar com inimigos. O exemplo de Davi é mais saudável. Saber que o inimigo é grande, mas não se amedrontar com o seu poder é importante para vencê-lo. Mas antes de lutar contra o inimigo é preciso identificá-lo, conhecê-lo, senão não há como lutar. Identifiquei dez grandiosos inimigos que buscam a todo custo nos tirar do caminho de Deus. Vamos conhecê-los para saber como lutar contra eles e vencer:

Inimigos interiores

Quando falamos de inimigos geralmente pensamos em algo externo, algo de fora que vem para nos atacar de alguma forma. Mas não é bem assim. Talvez os piores inimigos sejam os internos, aqueles que de alguma forma convivem dentro de nós e nos conhecem como ninguém. São capazes de destruir qualquer plano, sonho, desejo, busca, inspiração, luta, se não forem tratados corretamente como inimigos. Dentre os inimigos internos mais perigosos eu destaco os seguintes, que tem poder de destruir sua vida com Deus:

1-) Pecado – Esse inimigo age como um incentivador de pensamentos e ações que ferem a vontade de Deus. É um inimigo que nos afasta de Deus (Isaías 59:2) e nos leva a morte (Tiago 1:15).

2-) Desorganização – Sem organização qualquer busca de Deus tende a não ir para frente. Esse inimigo é perigoso porque ele nos faz errar as prioridades e priorizar coisas que nem sempre são importantes. É um inimigo que tira o foco de buscar em primeiro lugar o reino de Deus e a Sua justiça (Mateus 6.33).

3-) Preguiça – Sem força de vontade a busca pela presença de Deus fracassará. Essa inimiga é terrível, pois ela faz com que os planos de buscar a Deus sempre fiquem para o amanhã. No hoje nunca se realiza nada. E quando o amanhã chega e se torna o hoje ela ataca novamente, adiando sempre a busca de uma vida que agrada a Deus (Provérbios 21:25).

4-) Medo – Sem ousadia não existem conquistas espirituais. Esse inimigo atua paralisando a vítima e fazendo-a incapaz de ousar e fazer coisas novas, criar novos hábitos. Dessa forma a pessoa paralisada pelo medo sempre permanece nos mesmos hábitos ruins e prejudiciais e totalmente distante de Deus e de Sua vontade.

5-) Baixa autoestima – Sem acreditar em si mesmo qualquer pessoa fracassará em suas lutas. Essa inimiga faz com que a pessoa olhe para si mesma e enxergue alguém derrotado. É uma inimiga perigosa, pois quem não acredita em si mesmo dificilmente conseguirá iniciar e terminar novos projetos. Se achamos que somos derrotados sem valor, logo seremos (Provérbios 23:7).

Inimigos exteriores

Se já não bastasse os inimigos interiores, que já são bastante difíceis de se enfrentar, temos também inimigos exteriores que não desejam de forma nenhuma que sigamos a Deus. Eles se levantam com o objetivo claro de nos fazer ficar mais e mais longe de Deus. Estes são os mais perigosos que temos de combater:

6-) O Diabo – Esse é um inimigo conhecido. Age através das tentações, buscando provocar o pecado na vida de sua vítima. Uma vez que consegue fazer o pecado entrar na vida da vítima, ele se torna cada vez mais “dono” dessa pessoa, ajudando-a a fazer tudo que desagrada a Deus e a faz ficar bem afastada do Senhor (1 Pedro 5:8).

7-) O mundo – Esse inimigo é ardiloso. Ele age através da influência, fazendo com que sua vítima aceite comportamentos prejudiciais que a levam para longe de Deus. Tem forte influência em suas vítimas, pois é um inimigo amado por aqueles que não o conhecem direito, que chegam a achar que não é bem um inimigo, e que as suas propostas são até aceitáveis. Mas quem vira amigo desse inimigo, vira inimigo de Deus (Tiago 4:4)

8-) Homens maus aparentemente bons – Esse também é um inimigo a ser considerado. Esse inimigo nem sempre parece um inimigo. Às vezes pode ser alguém da família, até um amigo. Mas ele pode ser identificado pelo fato de não colaborar para o crescimento espiritual da sua vítima. Antes, ele ajuda a sua vítima a ir para longe de Deus. Por vezes se faz passar por amigo, mas deve ser olhado com sabedoria, pois não colabora para que a sua vítima se aproxime de Deus, mas para que se distancie Dele cada vez mais.

9-) Ladrões de tempo – Esse é um inimigo que pode estar em toda parte. Às vezes ele se materializa em pequenas coisas que roubam o tempo precioso que poderia ser destinado a uma comunhão mais íntima com Deus. Há relatos de sua ação na TV, na Internet, redes sociais, etc. Sempre age da mesma forma, mas com técnicas diferentes para fazer as pessoas gastarem seu tempo em futilidades. Hipnotiza as pessoas e as faz perderem seu tempo preciso que poderia ser investido na busca da presença de Deus.

10-) Ativismo – Esse inimigo é milenar. Foi citado na Bíblia, quando Jesus se encontrou com Marta e Maria, e Marta não aproveitou para se dedicar a uma atividade mais proveitosa, que era buscar a Jesus (Lucas 10:41). Esse inimigo age nos incitando a assumir cada dia mais atividades, que até parecem muito importantes, mas que, no final das contas, nos privam de ter uma comunhão mais íntima com Deus.

Por Presbítero André Sanchez

You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe o seu comentário, ele será bem-vindo

Powered by WordPress | Designed by: Premium WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Bromoney and Wordpress Themes