O valor da mulher

mulher

A mulher é um presente dado por Deus ao homem, afim de o acompanhar em sua trajetória na terra. Deus atribuiu à mulher um grande valor diante do homem, deu a ela uma posição de suma importância na caminhada do ser, a ponto de permitir que o coração do homem esteja nela depositado (Pv 31.11); de atribuir a ela a função de edificadora do lar (Pv 14.1) e chega a dizer que quando o homem encontra a sua mulher é porque ele foi agraciado pela benevolência de Deus (Pv 18.22).

A posição da mulher diante do homem, pelo seu valor, é comparada à posição da Igreja diante de Cristo. Existem coisas que não possuem preço, mas possuem muito valor, e uma dessas é a mulher para o homem, e os dois para Deus: Não possui preço, mas possui grandissíssimo valor.

Cheguei a essa luz bíblica quando coloquei o meu coração à disposição para observar o tratamento dos homens com as mulheres, e das próprias mulheres para si mesmas. Observei que existem padrões societários afim de torná-las mais aceitáveis, e dentre muitos, um que afronta diretamente a dignidade dessa criatura graciosa é em relação à sexualidade, quando a mulher têm que desvalorizar o próprio corpo para tornar-se aparentemente apta para exercer uma função chamativa, seja para assistir o lançamento de um filme, seja para a divulgação de uma nova cerveja ou vinho ou mesmo para a promoção de boates e festas imorais; essa desvalorização envolve muitas atitudes como o uso de trajes curtíssimos -ou mesmo nenhum.

Então, para a mulher, o lema da atual sociedade é: Desvalorize-se! Mostre seus seios para que todos te cobicem como mulher, mostre a barriga, mostre os quadris, exiba-se.

Como já dito, há coisas que não têm preço mas têm muito valor, mas estão invertendo as posições em nossos dias, onde dá-se um preço à mulher e ela perde o seu valor, por cerca de R$ 15,00 um homem pode assistir um filme pornográfico no cinema com uma cena em que uma mulher aparece tendo relações sexuais com um homem desconhecido.Por um preço de cerca de R$ 15,00 por pessoa a mulher vê o seu valor comercializado e banalizado diante de centenas ou milhares de homens, também diante dos anjos e diante de Deus.

A sua formosura, a sua beleza, sua importância e o seu valor agora vendido por algo tão fútil. Não têm muito tempo que eu fui estudante do ensino médio, e na escola o lema entre os jovens era “pegar”; jovens moças, ainda desenvolvendo no seu corpo e na sua alma a beleza de uma mulher agora se veem obrigadas a abandonar o seu valor e a se promover pelo preço de palavras como “gatinha”. Quando uma jovem desvaloriza-se assim, quando se casa não consegue reconhecer o seu próprio valor diante do marido pois o seu valor ficou “preso” no passado.

O mundo, a sociedade, a mídia e muitas vezes a própria mulher imputa para si esse baixíssimo preço quando apoia de alguma forma essa insanidade mundana. Mas nasce a pergunta: que preço é esse que a sociedade contemporânea vêm atribuindo à mulher? O preço de ser desejada por todos os bebedores de cerveja nos bares. O preço de palavras massageadoras que não convêm citar. O preço de ser notada com “algo” sexualmente útil e nada mais.

Que nós possamos aprender com Deus a valorizar as mulheres na sociedade, a reconhecer o seu valor como a companheira do homem.
Que as mulheres possam aprender com Deus a se valorizar, e a saber que não precisam “vender” o seu valor para atrair os homens.

Soli Deo Gloria.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Deixe o seu comentário, ele será bem-vindo

Powered by WordPress | Designed by: Premium WordPress Themes | Thanks to Themes Gallery, Bromoney and Wordpress Themes